Intercontinental Journal on Physical Education
ISSN 2675-0333

http://www.ijpe.periodikos.com.br/article/5eeae95b0e8825b055839a0f
Intercontinental Journal on Physical Education<br> ISSN 2675-0333
Original Article

Adequação às normas da RDC nº 216 em uma unidade de alimentação e nutrição hospitalar da rede estadual do Rio de Janeiro

Bárbara Amorim Silva, Sonia Regina Martins de Oliveira, Fernanda Rodrigues da Fonseca, Jaqueline Figueiredo Mendes da Silva, Mariana da Silva Oliveira

Downloads: 5
Views: 571

Abstract

Uma unidade de alimentação e nutrição (UAN) é um local que se dedica a preparar provimento nutricional a coletividades. Uma UAN hospitalar necessita de atenção tanto na parte sensorial do alimento, como às questões higiênico-sanitárias para garantir um alimento seguro em todas as suas etapas de produção, visando diminuir ao máximo a ocorrência de Doenças Transmitidas por Alimentos aos pacientes e seus colaboradores. Esse estudo foi realizado em uma unidade de alimentação e nutrição hospitalar localizada na cidade do Rio de janeiro, com o objetivo de verificar a adequação das boas práticas de acordo com as normas da RDC nº 216/04 a fim de identificar os potenciais perigos à segurança dos alimentos e consequentemente a saúde dos comensais. Foi realizada uma pesquisa descritiva como um estudo de caso sendo desenvolvida através de pesquisas bibliográficas e uma abordagem quantitativa. Com o propósito de coletar os dados para avaliação da unidade foi utilizado um checklist da RDC nº 216/04 onde foram avaliados 151 itens, onde 3 itens não se aplicavam, então foram considerados apenas 148 para a contabilização dos resultados sendo encontradas conformidades e não conformidades no estabelecimento. Como resultado, encontrou-se um total de 65% de itens conformes e 35% não conformes, o presente estudo mostra maiores percentuais de não-conformidade relacionados ao armazenamento, transporte dos alimentos preparados (67%), edificações e instalações (61%), higienização (38%), controle de vetores e pragas urbanas (60%) e manejo de resíduos (50%), logo conclui que a UAN não segue parte das normas impostas pela ANVISA, sendo necessário para o funcionamento adequado a aplicação do checklist treinamentos de maneira recorrente, medidas corretivas para melhoria das condições higiênico-sanitárias bem como a atuação do responsável técnico com a formulação de um documento que apresenta estratégias e evidencie o quão benéfico isso seria para a unidade.

Keywords

Gestão Higiênico-Sanitário, Legislação, Boas Práticas, Checklist

References

Abreu, E. S; Spinelli, M. G. N. Segurança e saúde no trabalho. Col. Gestão de unidades de alimentação e nutrição: um modo de fazer. 4 ed. São Paulo: Metha, 2011.

Alves. E.; Giaretta; A. G.; Costa F. M. Higiene pessoal dos Manipuladores de Alimentos dos Shoppings Centers da Região da Grande Florianópolis. Rev. Técnico Científica (IFSC), v. 3, n. 1, 2012. Disponível em: https://periodicos.ifsc.edu.br/index.php/rtc/article/view/737/488. Acesso em: 25 abr. 2020.

Barbosa, I. L. S. Condições higiênico-sanitárias: um estudo retrospectivo em unidades de alimentação e nutrição hospitalares em Natal-RN. 2017. 50 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ciências da Saúde Departamento de Nutrição, Natal, 2017. Disponível em: https://monografias.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/5424/1/Condiçõeshigiênico-sanitária_2017_Trabalho%20de%20Conclusão%20de%20Curso. Acesso em 09 abr. 2020.

Belphman, C.; Szczerepa, S. B. Adequação do manual de boas práticas e dos procedimentos operacionais padronizados em serviços de alimentação de Ponta Grossa, Paraná. Rev. Vigil. sanit. Debate. Paraná, v. 7, n. 2, p. 69-74, 2019. Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/Adequa%C3%A7%C3%A3o-do-manual-de-boas-pr%C3%A1ticas-e-dos-em-de-de-Belphman-Szczerepa/5311ce8b9a5b4d9dcefb51e606b24d30da3c1f22. Acesso em: 04 mar. 2020.

Bernardo, P. V. et al. Avaliação das Boas Práticas na Produção de Refeições na Rede Hoteleira de Belo Horizonte, MG. In: UNOPAR Cient Ciênc Biol Saúde, Minas Gerais, v.16, n. 4, p. 265-270, 2014. Disponível em: https://docplayer.com.br/16114095-Avaliacao-das-boas-praticas-na-producao-de-refeicoes-na-rede-hoteleira-de-belo-horizonte-mg.html. Acesso em: 04 mar. 2020

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Cartilha sobre Boas Práticas para serviços de alimentação: Resolução-RDC nº 216/2004. [internet]. Brasília, 3 ed., p 4-43, 2004. Disponível em: http://www6.ensp.fiocruz.br/visa/files/cartilha_gicra_final.pdf. Acesso: 03 mar. 2020.

Brasil. Controle de Pragas e Vetores. Portal do Governo do Rio de Janeiro, maio de 2020. Disponível em: http://www.visitanteseap.rj.gov.br/VisitanteSeap/saudenaseap/controledepragaevetores.html. Acesso em: 04 maio 2020.

Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC n. 216, de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Diário Oficial da União. Brasília, 2004. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br. Acesso: 03 mar. 2020.

Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC n. 275 de 21 de outubro de 2002. Dispõe sobre o regulamento técnico de procedimentos operacionais padronizados aplicados aos estabelecimentos produtores/industrializadores de alimentos e a lista de verificação. Diário Oficial da União. Brasília, 2002. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br. Acesso: 03 mar. 2020.

Brasil. Ministério Do Trabalho. Programa De Alimentação do Trabalhador. Publicado em 30 de mar. 2016. Disponível em: http://trabalho.gov.br/pat. Acesso em: 25 mar. 2020.

Brasil, Portaria N° 193, de 05 de dezembro de 2006. Altera os parâmetros nutricionais do Programa de Alimentação do Trabalhador – PAT. Diário Oficial da União, 07 dez. 2006., Seção I. Disponível em: http://trabalho.gov.br/pat/legislacao-pat/item/3662-portaria-n-193-de-05-12-2006. Acesso em: 10 maio 2020.

Bertin, B.; Mendes, F. Segurança de alimentos no comércio: atacado e varejo. Rio de Janeiro: SENAC Nacional, 2011.

Cecon, T. S. F.; Comarella, L. Check-list de avaliação higiênico sanitária para unidades de alimentação e nutrição. Revista Saúde e Desenvolvimento, v. 8, n.4, p. 136-158, jul/dez. 2015. Disponível em: https://www.uninter.com/revistasaude/index.php/saudeDesenvolvimento/article/view/434. Acesso: 04 mar. 2020.

Couto, R. C.; Pedrosa, T. M. G.; Nogueira, J. M. Infecção hospitalar e outras complicações não-infecciosas da doença: epidemiologia, controle e tratamento. 4 ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2009.

Demário, R. L.; Souza, A. A.; Salles, R. K. Comida de hospital: percepções de pacientes em um hospital público com proposta de atendimento humanizado. Rev. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. 1, p. 1275-1282, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v15s1/036.pdf. Acesso em: 03 mar. 2020.

Tiscoski Filho, E. J. O armazenamento e a distribuição em uma distribuidora de alimentos perecíveis: um estudo de caso. 2015. 46f. Monografia do Curso de Pós Graduação em Gestão Empresarial, Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC, Criciúma. 2015. Disponível em: http://repositorio.unesc.net/handle/1/3305. Acesso em: 20 maio 2020.

Ferreira, M. A. et al. Avaliação da adequação às boas práticas em unidades de alimentação e nutrição. Rev Inst Adolfo Lutz. São Paulo, 2011. Disponível em: http://periodicos.ses.sp.bvs.br/pdf/rial/v70n2/v70n2a20.pdf. Acesso em: 29 maio 2020.

Ferreira, I. K. C. Terapia nutricional em unidade de terapia intensiva. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo, v. 19, n. 1, p. 90-97, 2007.

Ferraz, R. R. N. et al. Investigação de surtos de doenças transmitidas por alimentos como ferramenta de gestão em saúde de unidades de alimentação e nutrição. Getúlio Vargas. v. 9, n. 19, jan/jul. São Paulo, 2015.

Forsythe, S. J. Microbiologia da Segurança dos alimentos. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2013

Franco, B. D. G. M.; Landgraf, M. Microbiologia dos alimentos. São Paulo: Ateneu, 2008.

Freitas, T. K. P.; Oliveira, F. A.; Damasceno, L. S. Verificação da execução das boas práticas através da supervisão continua em uma uan hospitalar. Revista Diálogos Acadêmicos. Fortaleza, v. 7, n. 2, p. 2-3, 2018. Disponível em: file:///C:/Users/Fernanda/Desktop/Material%20para%20o%20TCC/193-611-1-PB.pdf. Acesso em: 23 de abr. 2020.

Garcia, R. W. D. A dieta hospitalar na perspectiva dos sujeitos envolvidos em sua produção em sua produção e em seu planejamento. Revista de Nutrição, Campinas, v. 19, n. 2, p. 129-144, mar/abr, 2006.

Gomez, C. M.; Costa, S. M. A construção do campo da saúde do trabalhador: percurso e dilemas. Cadernos de Saúde Pública/Fiocruz. Rio de Janeiro: v. 13, n. 2, p. 21- 32, 1997.

Gomes, J. G. S. et al. Gastronomia Hospitalar em Pediatria: Estudo de Caso no Hospital do Coração. Revista Nutrição Profissional. São Paulo, v.5, n.7, p.34-40, 2009.

Gomes, M. B. et al. O risco das aminas biogênicas nos alimentos.Ciência & Saúde coletiva. Brasília, v. 19. n. 4, 2014. Disponível em: https://scielosp.org/article/csc/2014.v19n4/1123-1134/pt/. Acesso em: 29 mar. 2020.

Gonçalves, A. P. A.; Lima, F. C.; Gaspareto, O. C. P. Segurança alimentar: consciência começa na infância. Revista Eletrônica Holos. Rio Grande do Norte, n. 27, v. 5, p. 136-141, nov., 2011. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/717. Acesso em: 25 mar. 2020.

Kraemer, F. B.; Saddy, M. A. Guia de elaboração do manual de boas práticas para manipulação de alimentos. Rio de Janeiro: Conselho Regional de Nutricionistas – 4ª Região, 2007. Disponível em: http://www.crn1.org.br/images/pdf/publica/manual.pdf?x53725. Acesso em 09 abr. 2020.

Leandro-Merhi, V. A. et al. Estado nutricional de pacientes hospitalizados em um hospital privado. Revista Brasileira de Nutrição Clínica, Campinas, v. 19, n. 3, p. 116-122, 2004.

Lepesqueur, A. C. G. L. et al. Higienização de equipamentos e utensílios: controle de higienização de equipamentos e utensílios em unidades de alimentação e nutrição (uan). [s.d.]. 8 f. Faculdade Atenas, Minas Gerais. p. 2-5. Disponível em: http://www.atenas.edu.br/uniatenas/assets/files/magazines/4___HIGIENIZACAO_DE_EQUIPAMENTOS_E_UTENSILIOS__1_.pdf. Acesso em: 09 abr. 2020.

Magnago, T. S. B. S. et al. Infraestrutura para higienização das mãos em um hospital universitário. Rev Gaúcha Enferm. Porto Alegre, v. 40, n. esp, p. 1-7, 2019. Disponível em:
http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v40nspe/1983-1447-rgenf-40-spe-e20180193.pdf. Acesso: 05 mar. 2020.

Marchi, D. M. et al. Ocorrência de surtos de doenças transmitidas por alimentos no Município de Chapecó, Estado de Santa Catarina, Brasil, no período de 1995 a 2007. Rev. Epidemiol. serv. saúde. Brasília, v. 2, n. 3, 2011. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/pdf/ess/v20n3/v20n3a15.pdf. Acesso em: 29 de mar. 2020.

Mello, J. F.; et al. Avaliação de higiene e das boas práticas em UAN. Rev. Alim. Nutr. Braz. J. Food Nutr., Araraquara. v. 24, n.2, p. 175-182, abr./jun. 2013. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/259872891_AVALIACAO_DAS_CONDICOES_DE_HIGIENE_E_DA_ADEQUACAO_AS_BOAS_PRATICAS_EM_UNIDADES_DE_ALIMENTACAO_E_NUTRICAO_NO_MUNICIPIO_DE_PORTO_ALEGRE_-_RS. Acesso em: 30 abr. 2020.

Michels, E. Análise da adequação ao RDC 216/04 da ANVISA em uma unidade de alimentação e nutrição do município de Saparinga - RS. 2012. 69 f. Curso de Especialização em Gestão em Saúde - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/67687/000870158.pdf?sequence=1 Acesso em: 09 abr. 2020.

OPAS – Organização Pan-Americana de Saúde. Cartilha Manual de capacitação para manipuladores de alimentos. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/51239/manualcapacitacao_por.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 09 abr. 2020.

Pohren, N. F. et al. Avaliação da estrutura física de uma unidade de alimentação e nutrição. Revista Univap - São José dos Campos-SP-Brasil, v. 20, n. 36, dez. 2014. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/e7c5/c2357e17d0a663c569340fc8e59772f473fd.pdf. Acesso em: 29 maio 2020.

Ribeiro, E. S. S. Condições Higiênico-Sanitárias de uma unidade de alimentação e nutrição hospitalar: Manipuladores de alimentos em foco. 2017. 68f. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017. Disponível em: http://monografias.ufrn.br:8080/jspui/bitstream/123456789/4998/6/Condi%C3%A7%C3%B5eshigi%C3%AAnico-sanit%C3%A1rias_2017_Trabalho%20de%20Conclus%C3%A3o%20de%20Curso.pdf. Acesso em: 11 maio 2020.

Savio, K. et al. Avaliação do almoço servido a participantes do programa de alimentação do trabalhador. Rev. Saúde Pública, Brasília, v.39, n. 2, p 148-155, 2005.

Silva, A. A., et al. Manipulação de alimentos em uma cozinha hospitalar: Ênfase na segurança dos alimentos. Caderno pedagógico, Lajeado, v. 12, n. 1, p. 111-123, 2015. Disponível em: http://www.univates.br/revistas/index.php/cadped/article/view/937. Acesso em: 25 abr. 2020.

Silva, A. N. D. et al. Qualidade microbiológica da água utilizada em unidades de alimentação do município de Caruaru, PE. VEREDAS FAVIP. Revista Eletrônica de Ciências. f. 10, v. 6, n. 2., jul/dez., 2013.

Silva, J. C. G. et al. Incidências de doenças transmitidas por alimentos (DTA) no estado de Pernambuco, um acompanhamento dos dados epidemiológicos nos últimos anos. Caderno de graduação ciências biológicas e da saúde. Brasil, v. 3, ed. 1, p. 23-34, 2017.

Silva Junior, E. A. Manual de Controle Higiênico-Sanitário em Serviços de Alimentação. 6. ed., São Paulo: Varela, 2005.

Silva, L. C., et. al. Boas práticas na manipulação de alimentos em Unidades de Alimentação e Nutrição. Rev. Demetra: alimentação, nutrição & saúde. Vitória- ES, Brasil. v. 10, n. 4, p. 797-820, 2015. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/16721/14504. Acesso em: 09 abr. 2020.

Silva, Y. Doenças Transmitidas por Alimentos no Município do Rio de Janeiro: Perfil Epidemiológico e Controle. Fundação Oswaldo Cruz. Programa de pós-graduação em vigilância sanitária. Instituto nacional de controle de qualidade em saúde. Fiocruz, Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/10285/2/Dissertacao_YONE_Silva.pdf. Acesso em 29 mar. 2020.

Siqueira, T. R. R. S. et al. A importância das boas práticas higiênico-sanitárias no controle bacteriológico em uma uan. Revista de trabalhos acadêmicos – Universo dos Goytacazes. Campos dos Goytacazes. v. 1, n. 10, p. 6, jul./dez 2018. Disponível em: http://revista.universo.edu.br/index.php?journal=1CAMPOSDOSGOYTACAZES2&page=article&op=viewFile&path%5B%5D=5760&path%5B%5D=3108. Acesso em: 23 abr. 2020.

Soares, A. R. Análise da estrutura física de serviços de alimentação localizados na zona sul de João Pessoa-PB. 2015. 52 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição). Universidade Federal da Paraíba. Centro de Ciências da Saúde Departamento de Nutrição. João Pessoa, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/954/1/ARS22062015.pdf. Acesso em: 01 maio 2020.

Sousa, C. L; Campos, G. D. Condições higiênico-sanitárias de uma dieta hospitalar. Ver. Nutr (Campinas). jan/mar v. 16, p. 34. 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1415-52732003000100013. Acesso em: 25 maio 2020.

Stolarski, M. C. et al. Boas práticas de manipulação de alimentos. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Curitiba-PR, v. 1, p. 1-81, 2015. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/alimenatacao_escolar/manual_de_boas_praticas_2016.pdf. Acesso em: 03 mar. 2020

Telles, E. O. Perigos à segurança dos alimentos: Perigos veiculados pelos alimentos e Métodos de prevenção/controle dos perigos. USP, p. 1-13, 2012. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4414082/mod_resource/content/1/RESUMO_PERIGOS_MEDIDAS_CONTROLE_VPS2201_2_1.pdf. Acesso em: 31 mar. 2020.

Vasques, C. T.; Madrona. G. S. Aplicação de checklist para avaliação da implantação das boas práticas em uma unidade de alimentação e nutrição. Rev. Higiene Alimentar, v.30, n. 252/253, p. 54-58, jan./fev. 2016. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-846570. Acesso em: 30 abr. 2020.

Veloso, I. S.; Santana, V. S.; Oliveira, N. F. Programas de alimentação para o trabalhador e seu impacto sobre ganho de peso e sobrepeso. Revista Saúde Pública, Bahia, v. 41, n. 5, p. 772, 2007.

Veronezi, C; Caveião, C. A importância da implantação das boas práticas de fabricação na indústria de alimentos. Revista Saúde e Desenvolvimento. v. 8, n.4. jul-dez, 2015. Disponível em: https://www.uninter.com/revistasaude/index.php/saudeDesenvolvimento/article/view/410/296 Acesso em: 18 maio 2020.

Viana, A. C. C.; Chaves, L. N. F.; Lima, A. P. O. M. Qualidade em serviços de alimentação hospitalar em Fortaleza, Ceará: análise de satisfação. Nutrivisa - Revista de Nutrição e Vigilância em saúde. v. 2, n. 1. Ceará, 2014. Disponível em: https://www.revistanutrivisa.com.br/wp-content/uploads/2015/04/nutrivisa-vol-2-num-1-f.pdf. Acesso em: 14 abr. 2020.

Waitzinberg, D. L., Caiaffa, W. T., Correia M. I. Hospital malnutrition: the Brazilian national survey (IBRANUTRI): a study of 4000 patients. Nutrition. 2001;17(7-8): 573-80.

Welker, C. A. D. et al. Análise microbiológica dos alimentos envolvidos em surtos de doenças transmitidas por alimentos (DTA) ocorridos no estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Biociência. Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 44-48, 2010. Disponível em: http://www.ufrgs.br/seerbio/ojs/index.php/rbb/article/view/1322. Acesso em: 31 mar. 2020.

Wendisch, C. Avaliação da qualidade de unidades de alimentação e nutrição (UAN) hospitalares: construção de um instrumento. p. 136. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca – ENSP. Fundação Oswaldo Cruz. Modalidade profissional em Saúde Pública. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/24762/1/1165.pdf. Acesso em: 14 abr. 2020.

Zalcman, R. M. et al. Instrumentos de acompanhamento e avaliação das condições higiênico sanitárias em cozinha hospitalar terceirizada alinhado aos padrões e requisitos de acreditação ONA nível 1 em Hospital Público Psiquiátrico. IBES. São Paulo, p. 35, 2010. Disponível em: http://ibes.med.br/portfolio/1473393908.pdf. Acesso em: 14 abr. 2020.

Zuben, A. P. B. Manual de Controle Integrado de Pragas. Prefeitura Municipal de Campinas. jun. 2006. Disponível em: http://www.campinas.sp.gov.br/sa/impressos/adm/FO086.pdf. Acesso em: 04 maio 2020.


Submitted date:
05/23/2020

Accepted date:
06/12/2020

5eeae95b0e8825b055839a0f ijpe Articles
Links & Downloads

IJPE

Share this page
Page Sections