Intercontinental Journal on Physical Education
ISSN 2675-0333

http://www.ijpe.periodikos.com.br/article/5eeadd750e88256d2f839a0e
Intercontinental Journal on Physical Education<br> ISSN 2675-0333
Original Article

Estado de saúde e qualidade de vida de mulheres ativas, praticantes de musculação com acompanhamento personalizado ou por meio de consultoria online: uma avaliação com auxílio do questionário SF 36

Virgínia da Silva Miranda, Antônio Carlos da Silva, Jeferson da Silva Rocha, Raphael Almeida Silva Soares

Downloads: 2
Views: 267

Abstract

Objetivo: O presente trabalho comprometeu-se a avaliar o estado de saúde e qualidade de vida de uma amostra de conveniência composta por doze mulheres que integravam diferentes grupos: musculação no salão convencional, treinamento personalizado, assessoria online e sedentárias. Método e materiais: trata-se de uma pesquisa acadêmica descritiva, de caráter qualitativa que buscou quantificar e categorizar os dados para apreciação dos mesmos. Resultados: Embora a baixa evidencie e escassez de estudo sobre consultoria online, observamos melhores respostas na frequência relativa em todas as variáveis dos grupos de assessoria online no que se refere o estado de saúde. Além disso, melhor pontuação no score sobre qualidade de vida do que as demais participantes. Conclusão: Os achados sugerem que novas pesquisas sejam realizadas em diferentes variáveis e com maior número amostral, aumentando as possibilidades de discussões acerca dessa nova metodologia de trabalho.

Keywords

Musculação, Consultoria online, Atendimento personalizado, Saúde da mulher

References

 Farinatti, P. D. T. V., & Monteiro, W. D. (1992). Fisiologia e avaliação funcional. Sprint.  
Farinatti, P. D. T. V. (2008). Envelhecimento: promoção da saúde e exercício. Bases teóricas e metodológicas. v. 1. In Envelhecimento: promoção da saúde e exercício. Bases teóricas e metodológicas. v. 1 (pp. 499-499).   
Farinatti, P. D. T. V., & Monteiro, W. D. (2000). Fisiologia e avaliação funcional. Sprint.  
Fleck, S. J., & Kraemer, W. J. (2017). Fundamentos do treinamento de força muscular. Artmed Editora.  
Fermino, R. C., Pezzini, M. R., & Reis, R. S. (2010). Motivos para prática de atividade física e imagem corporal em frequentadores de academia. Revista brasileira de medicina do esporte, 16(1), 18-23.  
Freitas, M. P., Stefanello, F. M., Gonzales, N. G., Häfele, C. A., & Rombaldi, A. J. (2016). Efeitos do exercício físico sobre o sistema imune de mulheres pós-menopausadas: revisão sistemática. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 22(5), 420-425.  
Guimarães Neto, W. M. (2007). Musculação: anabolismo total:(treinamento, nutrição, esteróides anabólicos, outros ergogênicos). Guarulhos: Phorte, 8.  
Langton, B., & King, J. (2018). Utilizing body training with your personal training clients. ACSM's Health & Fitness Journal, 22(6), 44-51.  
Prazeres, M. V. (2007). A prática da musculação e seus benefícios para a qualidade de vida. Florianópolis: Universidade do Estado de Santa Catarina.  
Piercy, K. L., Troiano, R. P., Ballard, R. M., Carlson, S. A., Fulton, J. E., Galuska, D. A., ... & Olson, R. D. (2018). The physical activity guidelines for Americans. Jama, 320(19), 2020-2028.  
Schimidt, D. G.; Rocha, R. A. A. (2013). O benefício da musculação na imagem corporal de mulheres de 30a 40 anos. Revista digital Buenos Aires, (17).   
Santos, V. C. D. (2013). A eficiência da musculação na mudança da composição corporal.  
Silva, T. A.; Zamai, C. A.; Silva, T.; Rodrigues, A. A.; Filocomo, M. (2014). Benefícios da pratica da musculação para mulheres. Revista digital Buenos Aires.  
Souza, D. L., & Mezzadri, F. M. (2009). Adesão e aderência da criança à atividade física regular: apontamentos para políticas públicas. Journal of Physical Education, 20(3), 441-452.  
Thomas, J. R., Nelson, J. K., & Silverman, S. J. (2012). Métodos de pesquisa em atividade física. Artmed Editora.  
Torres, R. S., & Nero, D. D. S. M. (2020). A influência do treinamento resisstido na imunidade. Aptidão física e saúde: exercício físico, saúde e fatores associados a lesões, 32. 
World Health Organization. (2010). Global recommendations on physical activity for health. World Health Organization.  
World Health Organization. (2018). Global action plan on physical activity 2018–2030: more active people for a healthier world, Geneva. 
Miranda, Silva, Rocha & Soares 
Inter. Journ. Phys. Educ, Rio de Janeiro 2(1): e20200006, 2020   
Viais, A. D. S. (2016). Benefícios da prática da musculação na imagem corporal para mulheres. FACIDER-Revista Científica, (09).

  


Submitted date:
04/10/2020

Accepted date:
06/03/2020

5eeadd750e88256d2f839a0e ijpe Articles
Links & Downloads

IJPE

Share this page
Page Sections